14 de fevereiro de 2013

A Queda de Salomão


Salomão foi o homem mais sábio e rico que já existiu na face da terra, de tal maneira que nem antes e nem depois de sua vida houve ou haverá alguém como ele (1 Reis 3:12). Mas nem toda sabedoria e riqueza de Salomão foram suficientes para impedir sua queda. A maioria já conhece o triste fim da história: ao envelhecer, Salomão se afastou de Deus e começou a servir falsos deuses, influenciado por suas mulheres (1 Reis 11:3-8). Mas por que isso aconteceu? Será que Salomão caiu por ter sido vítima de suas mulheres e de seu próprio coração? Na verdade, não foi essa a verdadeira razão, não é esta a raiz do problema - estes são apenas os galhos.

Depois de muito analisar, meditar, ler e reler sobre toda a história de Salomão, pude descobrir o que de fato aconteceu com o herói da fé para que sofresse tal queda desastrosa. O motivo é muito mais espiritual do que podemos imaginar. E agora compartilho com vocês o que Deus me mostrou nesses últimos dias através dessa passagem bíblica.

Para entender desde o princípio, vamos à passagem onde Salomão pede a Deus sabedoria (inclusive o título da passagem é exatamente esse: "Salomão pede sabedoria"):

"Dá, pois, a Teu servo, coração disposto a julgar Teu povo, e para discernir o bem e o mal[...]"
1 Reis 3:9

E a resposta de Deus:

"[...]pediste para ti inteligência para saber julgar, eis que cumpro tua petição, e te dou coração sábio e entendido[...]"
1 Reis 3:11-12

Na história de Salomão, a Bíblia sempre faz menção de 4 palavras semelhantes: sabedoria, conhecimento, entendimento e inteligência. O significado dessas palavras muitas vezes se mescla e se confunde, mas cada uma delas se distingue por um significado especial, se diferem em pontos exatos, e esses pontos não são compartilhados pelas demais. Fiz uma breve pesquisa no dicionário e nas demais passagens da Bíblia, e anotei o sentido em que cada uma dessas palavras se distingue.

• Sabedoria: Discernimento entre o bem e o mal.
• Conhecimento: Ato ou efeito de conhecer. Ideia, noção de alguma coisa. 
• Entendimento: Compreensão, interpretação.
• Inteligência: Destreza, habilidade. Cumprir com inteligência uma missão.

Logo, vemos que, apesar de possuírem significados tão próximos, são palavras diferentes. Portanto, tem finalidades diferentes, consequências diferentes, meios diferentes.

Mais a frente, no livro de Provérbios (também escrito por Salomão), ele faz uma revelação que mostra justamente a causa de sua queda. Vejamos:

"Porque o SENHOR dá sabedoria, e de Sua boca nascem o conhecimento e a inteligência."
Provérbios 2:6

Logo, vemos que Deus dá sabedoria a todos que pedem com sinceridade (1 Tiago 1:5). Foi o que aconteceu com Salomão. Mas o conhecimento e a inteligência nascem da boca de Deus, o que significa que só conquista essas coisas quem dá ouvidos a voz de Deus (mantém aliança com Deus).

Deus sabia que Salomão não precisava apenas de sabedoria - ele também precisava de conhecimento (conhecer a Deus) e inteligência (capacidade de cumprir, ação). Então, Deus deu a Salomão coração sábio (sabedoria/discernimento) e entendido (compreensão), conforme a resposta d'Ele em 1 Reis 3:11-12: "[...]te dou coração sábio e entendido[...]". Porque, através desse coração sábio e entendido, Salomão teria a consciência de que precisaria continuar obedecendo a Deus, e seria capaz de adquirir conhecimento e inteligência, porque com esse coração estaria capacitado para ouvir a voz de Deus.

Resumindo: Nem tudo o que pedimos a Deus nos é concedido "de cara", na hora, por meio da fé - como a sabedoria dada a Salomão. Existem coisas - maiores e grandiosas - que Deus não entrega simplesmente em nossas mãos, mas Ele nos concede um meio para conquistá-las - como, no caso de Salomão, o conhecimento e a inteligência.

Às vezes, Deus nos dá a fonte para que dela retiremos água, ao invés de nos dar simplesmente a água em si.

Em 1 Reis 3:11, Salomão pediu inteligência para saber julgar (água). Deus deu a ele coração sábio e entendido (fonte). Apenas quem tem coração sábio e entendido é capaz de julgar com inteligência.

Deus atendeu ao pedido de Salomão, mas Salomão precisava permanecer em aliança com Deus para que desenvolvesse o que havia recebido.

Em outras palavras... Deus nos dá condição para fazermos o que queremos e precisamos fazer. Mas cabe a cada um de nós fazermos uso dessa condição.

Quando Salomão já estava velho e começou a seguir falsos deuses, ele ainda tinha um coração sábio e entendido (fonte), mas não fazia uso dele (não retirava água), por isso perdeu a comunhão com Deus (morreu de sede).

Nem todo mundo que possui coração sábio julga com inteligência. Não é porque não consegue, mas porque não quer. É uma questão de escolha. Salomão era capaz de fazer, mas não quis fazer. 

Salomão tinha sabedoria e entendimento. Mas ele tinha que buscar constantemente em Deus o conhecimento e a inteligência. Quando deixou de buscar isso, sua queda foi inevitável. A sabedoria e entendimento (dados por Deus) não foram suficientes, porque precisavam ser unidos ao conhecimento e à inteligência (provenientes da voz de Deus/comunhão com Deus).

Logo, Salomão caiu porque já não ouvia mais a voz de Deus. Consequentemente, passou a ouvir suas mulheres e seu próprio coração.

Lição importante: tudo o que Deus nos dá é precioso, mas para nada servirá se perdermos nossa comunhão com ele. Nossos talentos, o Espírito Santo, as bênçãos... Tudo isso tem muito valor, mas essas coisas não poderão nos manter de pé se deixarmos de ouvir a voz de Deus, e de permitir que Ele nos guie.

E quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

4 comentários:

  1. Stephanie aprendi mais uma maravilha do nosso DEUS.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu atigo.
    Parabéns...

    ResponderExcluir
  3. Deus continue te iluminando

    ResponderExcluir
  4. Deus continue te usando.Ass Sueli Gomes RJ.A paz do Senhor,minha irmã.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.