17 de julho de 2013

A polêmica do biquíni

Encontrei esse vídeo na página da Cristiane Cardoso e achei tão construtivo que não poderia deixar de compartilhar especialmente com vocês, leitoras.
Sabemos que nosso corpo é templo do Espírito Santo, por isso, não devemos expô-lo de maneira vulgar. O que vestimos diz muito sobre nós, e pode causar impressões e reações tanto positivas quanto negativas nas pessoas ao nosso redor. 
Muitas garotas e mulheres que servem a Deus e se preocupam em agradá-Lo tem essa dúvida em relação ao biquíni. Posso usar ou não? O que é certo e o que é errado? O que vestir na hora de ir a praia ou clube? Você encontrará as respostas e até mesmo algumas idéias e sugestões nesse vídeo (que, a propósito, amei!).
Não é questão de religiosidade. Não é que iremos nos vestir como nossas avós, ou nos cobrir do pescoço até os pés. Mil vezes não! Vamos usar a moda em nosso favor, valorizando nossos pontos fortes, respeitando nossa personalidade e nossa fé. Sempre usando a palavra mágica: discrição. 

(Site oficial da palestrante: http://jessicarey.com/#
Site oficial da sua marca: http://www.reyswimwear.com/)






Abaixo, algumas alternativas e imagens para se inspirar:








2 comentários:

  1. Concordo plenamente,infelizmente muitas mulheres tem se colocado como objeto sexual por causa de suas roupas(ou melhor dizendo pela falta delas)eu amo moda,desenho croquis e talz mas ainda não decidi se quero fazer faculdade de moda por causa disso,do mercado,eu não concordo com os "valores" atuais,está tudo muito vulgar...mas quem sabe né eu não posso fazer a diferença tmb,gostei muito do post e do vídeo,vc sabe qual o nome da moça que está dando a palestra? Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Larissa! Obrigada pelo comentário :)
    Infelizmente não sei o nome da moça que fez a palestra, nem o nome da marca de roupas de banho criada por ela (o que é uma pena, porque queria comprar um dos produtos :/ kkk).
    Realmente, o mercado de trabalho no campo da moda é complicado, o ideal, creio eu, é que os graduados na área montem sua própria marca - já que isso gerará mais lucro, realização e independência de terceiros.
    A moda, como todos os tipos de informação das quais temos acesso hoje, precisa ser filtrada, já que nem todas as tendências nos convém adotar/seguir. Mas é como você disse, podemos fazer a diferença nessa área, criando novas possibilidades de mercado visando mulheres como nós, que mantém sua identidade e discrição, sem abrir mão da beleza.

    Continue investindo em seus talentos! Quem sabe não será essa sua área de atuação no futuro? Pense nisso!

    Deus abençoe.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.