11 de julho de 2013

Por que Deus condena o sexo antes do casamento?

Muitas são as pessoas de todas as religiões que questionam isso. Elas normalmente defendem a ideia de que "os tempos agora são outros", como se a Palavra de Deus tivesse desatualizada. Outra desculpa que elas gostam de usar para justificar a relação sexual antes do casamento é "se há amor, não tem problema".

Em primeiro lugar, devo deixar claro que o preceito de não ter relação sexual antes do casamento não foi criado por homens ou religiões, mas pelo próprio Deus. Sim, Deus criou o homem, a mulher e também criou o sexo para uma finalidade específica. Vejamos:

"Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher e serão ambos uma só carne."
Gênesis 4:24

Preste atenção na ordem das coisas: primeiro, o homem deixa seu pai e sua mãe e se une à sua mulher. Isso significa casamento, compromisso, sacrifício da vida de solteiro para viver uma vida a dois. Depois, os dois serão uma só carne.

Essa é a finalidade do sexo: fazer com que o homem e a mulher sejam uma só carne. Isso quer dizer união e entrega total, a tal ponto de os dois serem um só.

Agora, fica a pergunta, amigo(a): Deus realmente aprovaria o homem ou a mulher ser uma só carne com várias outras pessoas (porque é o que acontece: quem tem relação sexual antes do casamento costuma ter com várias pessoas em relacionamentos diferentes) ou sem que antes haja um compromisso entre eles (para que se tornem uma só carne apenas um com o outro, até que a morte os separe)? 

É claro que não! Afinal, Deus não criou o sexo para "diversão" ou "prazer" de uma só pessoa, mas para que duas se tornem uma só. E isso vai além do momento em si - começa no compartilhar de uma vida a dois com um mesmo objetivo.

E é nessa parte que muitos vem com mais desculpas: "Mas o casamento é uma instituição falida" ou "Como terei a garantia do compromisso, se hoje a maioria se casa e logo se separa?".

(Um esclarecimento rápido sobre o fim de muitos casamentos na atualidade) As pessoas estão se divorciando cada vez mais por esses motivos:
- não sabem o que é o casamento: pensam que casar é só festa, e, que quando vem as dificuldades, deixa de ser casamento, e decidem se separar. 
- casam por emoção, seguindo seus corações: no fundo, elas sabem que seu parceiro ou parceira tem objetivos de vida diferentes, ou que os dois vivem brigando até mesmo na época de namoro, mas decidem se casar pensando que depois tudo vai melhorar. E, assim como casam na emoção, também se separam na emoção, usando a desculpa: "O amor acabou. Não sinto mais nada por ele(a)!" (Para você que já disse isso um dia, aqui vai o real significado de amor para você)
- não querem sacrificar: casamento é sacrifício, porque amor é sacrifício. Sem sacrifício do seu eu, das suas manias, da sua vontade de ter razão, daquilo que você gosta, não há casamento. 

Resumindo: o alto índice de divórcios não justifica a relação sexual fora do casamento porque o próprio divórcio é uma escolha, algo que acontece por falha do ser humano, e não de Deus.

Você, nesse momento, deve estar se perguntando: "Será que a Stephanie é casada?". Não, eu não sou - mas um dia serei - e o que escrevi nesse post é o resultado de uma observação inteligente dos fatos. Eu noto que quem se submete aos princípios de Deus tem colhido bons resultados, enquanto quem não se submete tem gemido pelas más consequências. Então, uso a minha inteligência para fazer o que funciona, aprendendo com o acerto e o erro de outras pessoas.

Muita gente já me chamou de "santa" por eu não ter tido relação sexual e por não pretender ter antes do casamento. Mas isso faz parte do meu compromisso com Deus, e não sou melhor do que ninguém por conseguir cumprir com esse voto. Da mesma maneira, qualquer um pode fazer o mesmo, mas a maioria não faz porque não quer, e dá a desculpa de que não consegue. Ora, se alguém não consegue, é porque no fundo não quer, porque tudo o que se quer de verdade, se consegue.

O ato sexual antes do casamento é chamado de fornicação (que significa sexo ilícito, ou seja, fora dos preceitos de Deus). E Deus afirma qual será o destino dos fornicadores: 

"Não sabeis vós que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixeis enganar; nem os fornicadores, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os homossexuais, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os caloteiros herdarão o Reino de Deus."
1 Coríntios 6:9

Eu quero herdar o Reino de Deus, e faço o que for preciso para isso. E você? Também está disposto?

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.