18 de dezembro de 2014

20º Capítulo: Fazendo o papel de Jesus

“Como o Pai me enviou, assim também Eu vos envio”
João 20:21


No livro de João, por várias vezes o Senhor Jesus compara o relacionamento do Pai para com Ele e o relacionamento d’Ele para conosco.

Podemos ter ao menos uma mínima noção do que representou o ato de Deus de enviar Seu único Filho à terra para nos salvar. Quais preocupações Ele teve, a dor da separação e de ver Seu Filho sendo injustiçado, a missão designada a Ele, a confiança depositada, a força com a qual Deus o sustentava, etc.

Da mesma maneira e com o mesmo objetivo com que Deus enviou a Jesus na terra, Jesus também nos envia.

Jesus tem as mesmas preocupações que Deus teve. Afinal, quem serve a Deus de fato e de verdade está salvo, mas não tem a salvação garantida para todo sempre – deve-se continuar obedecendo a Deus até o seu último dia de vida para que isso aconteça. E os riscos de alguém regressar no caminho sempre existem. Jesus não vê a hora de morarmos com Ele, mas é preciso que trabalhemos na terra para salvar mais almas. Ele nos designou uma missão, confia em nós como o Pai confiou n’Ele, nos sustenta… Embora o Senhor tenha o desejo de trazer para perto de si imediatamente todas as almas que são salvas, Ele sabe que deve nos enviar para que essa salvação se alastre a outras vidas.

Façamos o sacrifício valer a pena, lutando diariamente pela nossa salvação e pela salvação dos que ainda estão perdidos.

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.