1 de janeiro de 2015

21º Capítulo: O amor é ação

"tornou a perguntar-lhe[...]: Simão [...] tu me amas? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas."
João 21:16

O amor que temos por Deus é materializado através do amor que temos para com nosso próximo.

Não tem como amar a Deus sem amar o próximo.

Se não amamos a quem vemos, como amaremos a Quem não vemos?

Esse é o termômetro que mede nosso amor para com Deus: nossos esforços, sacrifícios, paciência, respeito, doação, consideração, carinho, atenção para com os nossos semelhantes – principalmente tratando-se da salvação.

Amar o próximo não é simplesmente fazer caridade, oferecer alimento aos famintos, casa aos desabrigados ou roupa aos que passam frio. Amar o próximo é apascentá-lo. Ou seja, cuidar dele, ajudá-lo a trilhar o caminho certo, deixá-lo ciente da verdade, mostrar o que ele precisa fazer para ser feliz. Isso significa, de uma forma ou de outra, conduzi-lo à salvação. E o próximo ao qual Jesus se refere são todas as pessoas ao nosso redor, inclusive aquelas com quem não temos afinidade ou que já nos fizeram mal.

Será que nos importamos com eles tanto quanto dizemos que amamos a Deus?

Você está contribuindo para que pessoas sejam salvas? Se não, quer dizer que você não está salvo. E se não está salvo, quer dizer que realmente não ama a Deus. Esse é o ciclo que se completa, que mostra verdadeiramente nossa condição diante de Deus.

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.