26 de fevereiro de 2015

Eu me arrependo, sim!

Qual é a sua reação quando você ouve a palavra arrependimento?

Essa palavra chega a provocar indignação em muita gente. A maioria das pessoas hoje defende a ideia de que não temos que nos arrepender de nada, alegando que cada experiência, por pior que tenha sido, serviu para alguma coisa. Para elas, arrependimento é sinal de fraqueza.

Mas, para Deus, arrependimento é sinal de força, sinônimo de uma nova vida e salvação.

"Agora, porém, me alegro, não porque vocês foram entristecidos, mas porque a tristeza os levou ao arrependimento. Pois vocês se entristeceram como Deus desejava e de forma alguma foram prejudicados por nossa causa. A tristeza segundo Deus não produz remorso, mas sim um arrependimento que leva à salvação, e a tristeza segundo o mundo produz morte." 
2 Coríntios 7:9-10

Quando reconhecemos os nossos erros e nos arrependemos deles, estamos nos livrando da possibilidade de cometê-los novamente. Mas se não nos arrependermos - sentimos apenas remorso -, é certo que cairemos no mesmo erro muitas outras vezes.

Logo, até mesmo a teoria de que não devemos nos arrepender, já que as más experiências servem para alguma coisa, também cai por terra. Se refletirmos sobre o assunto, podemos ver claramente que as experiências más só nos trazem benefícios se tirarmos lições delas. E apenas podemos tirar lições se nos arrependermos. Assim, estaremos fazendo de um limão, uma limonada. Mas tem gente que ainda está preferindo conviver com o mesmo limão azedo a vida inteira.

Podemos observar as consequências do não arrependimento na vida de muitas celebridades, por exemplo. Casam várias vezes, e sempre dá errado. Tentam se ver livre dos vícios, mas sempre acabam tendo uma recaída. Prometem não se meter em confusão outra vez, mas sempre voltam a se envolver em escândalos. Tudo isso acontece simplesmente porque não se arrependeram dos seus erros. No fundo, pensam que o erro estava nos ex-maridos ou ex-esposas, nos seus amigos, nas pessoas ao seu redor, menos nelas mesmas. A raiz do não arrependimento é o orgulho. O ciclo vicioso não terá um fim enquanto elas não se arrependerem. A Bíblia confirma o que acontece quando alguém encobre seus erros e não assume sua parcela de culpa:

"Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados,
o meu corpo definhava de tanto gemer."
Salmos 32:3

"se não se arrependerem, todos vocês também perecerão."
Lucas 13:3

O arrependimento não apenas nos ajuda a fazer certo da próxima vez, mas é indispensável para alcançarmos a salvação, já que ele é o único caminho que nos faz voltar para Deus. Sem arrependimento, nada de perdão, nada de reconciliação, nada de céu - nada feito.

"Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados."
Atos 3:19

O arrependimento cancela os nossos pecados. Logo, se não nos arrependermos, nossos pecados continuarão sendo válidos para o dia do Juízo.

É por isso que eu me arrependo, sim! E não me deixo levar pelo o que as pessoas pensam, mas me guio pelo o que Deus pensa. Afinal, elas não podem me proporcionar a vida de qualidade e a salvação que eu tanto busco - apenas Deus pode.

Quem é inteligente, é humilde e para de errar. Mas o tolo é orgulhoso e vive caindo em covas que ele mesmo cava.

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.